Alex Contin

Olá, tudo bem? Me chamo Alex Contin e vou contar um pouco sobre mim neste espaço. Resumindo o conteúdo que vem logo abaixo: sou jornalista (formado pelo Isca Faculdades), economista (Unicamp), mestre em Divulgação Científica e Cultural (Unicamp), atualmente curso Letras (USP), escritor amador, leitor compulsivo, amante de artes, aspirante a booktuber e acho que mais um pouco…

O texto abaixo tem os “pra quês” e “porquês” de cada item de meu currículo – caso tenha interesse, você pode acessar o CV do Lattes aqui e do LinkedIn aqui.

Sou um “entusiasta” da Comunicação e da Educação, apaixonado por textos, desde a escrita até a sua leitura.  Me formei em Jornalismo, em 2008, pelo Instituto Superior de Ciências Aplicadas (Isca Faculdades), em Limeira.  Ainda como estudante, estagiei na Assessoria de Comunicações da Prefeitura de Limeira por dois anos, mas meu amor real pela Comunicação e pelo Jornalismo só veio quando entrei na rotina de um jornal diário, o Jornal de Limeira.  Lá, entre notícias sobre buracos nas ruas da cidade e reportagens sobre o cotidiano e vida dos limeirenses, tive contato com o jornalismo econômico. Naquela época, em 2008, a crise internacional iniciada nos Estados Unidos era pauta em toda a imprensa e comecei a acompanhar seus efeitos no setor automotivo de Limeira e na região.

Como a maioria dos jornalistas é, em grande medida, refém de suas fontes, resolvi encarar uma nova graduação, agora em Ciências Econômicas. O objetivo era entender de fato quais são as engrenagens que movem o mundo econômico e que fez Chaplin apertar parafusos até a exaustão. Ou seja: conhecer para comunicar! Para atingir este objetivo, resolvi voltar a estudar os conteúdos do Ensino Médio para fazer o vestibular da Unicamp. Com sucesso, entrei no curso do Instituto de Economia em 2011 e o concluí em 2015.

Para não deixar pontas soltas, uni Jornalismo e Economia em minha dissertação de mestrado, desenvolvida entre 2013 e 2015. O tema foi a cobertura da imprensa sobre as privatizações da década de 1990, em especial a venda da Telebrás em 1998. A dissertação “Mídia e Economia: Limites, fatos e versões” foi feita no programa de Mestrado em Divulgação Científica e Cultural (MDCC), sob orientação da professora e doutora Graça Caldas e com financiada pela Fapesp. O MDCC é um programa do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor), do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) e do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (Nudecri) da Unicamp.

No período do curso de Ciências Econômicas e do Mestrado, entre 2011 e 2015,  trabalhei apenas em dois lugares: como Customer Support Representative na IBM em Hortolândia (entre 2011 e 2012) e como estagiário de economia na própria Unicamp (2012 a 2013). No ano que iniciei o mestrado, em 2013, obtive a bolsa da Fapesp e me dediquei exclusivamente aos estudos no curso de graduação e do mestrado até 2015.

Com a conclusão dos cursos na Unicamp, iniciei minhas atividades com a Indicium X oferecendo serviços de revisão, formatação ABNT, consultoria acadêmica e em comunicação para estudantes de Ensino Superior e empresas da área de Educação.

Também trabalhei na Kroton Educacional, em Valinhos, como pauteiro (no final de 2015) e como professor escritor (entre 2015 e 2016). Nesta última experiência desenvolvi, em conjunto com a professora Rosângela Pinto, o material didático para a disciplina de “Educação e Tecnologia”, publicada pela editora da empresa e destinada aos cursos de licenciatura da Kroton.

Finalmente, também sem deixar nenhuma ponta solta, em 2017 iniciei meus estudos no curso de Letras na USP. Assim como foi desde o começo, o objetivo é aprimorar meus conhecimentos na área de Comunicação e, agora, também em Educação. Além de adquirir uma bagagem cultural maravilhosa, resolvi fazer curso de Letras da USP também para estudar mais a fundo questões de Linguística como argumentação e interpretação e produção de textos. Como futura habilitação, pretendo cursas Alemão para ter acesso a capacidade de ler, interpretar e traduzir obras originais do idioma, como, por exemplo, as de Habermas, Adorno, Horkheimer, Weber e, principalmente, Marx e Engels.

No YouTube

Além de toda essa trajetória acadêmica e profissional, também desenvolvo dois projetos: o Marca Páginas, um canal no YouTube em conjunto com três amigas de infância, para divulgação de nossas leituras; e, em meu canal pessoal também no YouTube, trago vídeos sobre Economia para colaborar com uma maior alcance desse conhecimento tão restrito aos “iniciados” nas Ciências Econômicas. Os meus vídeos são editos por mim, portanto, servem também de portfólio!

Por fim, agora sim, caso tenha interesse em ler meus textos e artigos (ou meu portfólio, caso prefira chamar assim) você pode acessar: meu blog Opinião Alex Contin, um espaço onde escrevo desde 2008; o blog Mídia & Economia, um blog/projeto pessoal de estudos sobre as relações entre Jornalismo e Economia, dando continuidade ao meu mestrado (e preparando para o doutorado); ou visitar o site do canal Marca Páginas no qual publico textos ligados sobre leituras e educação.