Dicas sobre Referências

Aqui estão algumas dicas e informações úteis para facilitar sua vida na hora de preparar as Referências de seu trabalho!

A ficha catalográfica

As fichas catalográficas de livros são sempre publicadas em uma das páginas pares (as que ficam a esquerda do livro). Elas são fáceis de encontrar e geralmente têm a mesma cara. Além de livros, dissertações, monografias e teses apresentadas e defendidas em instituições de ensino superior também possuem suas fichas. Nas fichas você terá (quase) todas as informações necessárias para incluir referenciar a obra. Veja alguns exemplos abaixo:

 

Referências prontas de dissertações e teses

Se você usou uma tese ou uma dissertação defendida na Unicamp ou na USP, por exemplo, saiba que a biblioteca virtual dessas duas universidades já disponibilizam a referência completa e pronta para o pesquisador.

Da Unicamp, tanto no “Repositório de Produção Científica e Intelectual”, quanto no Acervus, é possível visualizar a citação pronta – isso vale para teses, dissertações e livros comuns (técnicos ou de literatura):

A imagem acima é um print da página de minha dissertação de mestrado defendida em 2015 na Unicamp. Veja que além das informações sobre a obra, o site também já informa a referência completa para você copiar e colar no seu trabalho.

Repare que na coluna da direita, bem ao lado dos dados da obra, há o link para “Referência”. A imagem acima é um exemplo da minha monografia de Ciências Econômicas e na imagem abaixo a referência de um livro de Dostoievski.

Outra dica: caso você não conheça o Acervus da Unicamp ou o Banco de Teses da USP, veja um artigo nosso aqui sobre eles!

Na USP, o sistema da biblioteca se chama Dedalus, mas ele não é tão simpático quanto o da Unicamp (infelizmente). Ou seja, não há o campo “Referência”, mas todas as informações estão disponíveis para você construir a sua:

Contudo, a boa notícia é que a situação é diferente em seu Banco Digital de Teses e Dissertações:

Na imagem acima, veja que há um quadrinho chamado “Serviços” no canto direito da tela e nele está o “Como citar”. Quando você clica nele, abrirá uma nova janela (pop-up) assim:

No caso acima, você copiaria apenas a referência que segue a norma da ABNT, claro. Contudo, veja que ela tem mais informações que o necessário e, neste caso, falta o link da publicação (nem tudo pode ser perfeito, certo?)

Em sites de livrarias também é fácil de encontrar as informações do produto. A Livraria Cultura e a Saraiva, por exemplo, informam todas as características dos livros. Com elas é possível elaborar suas referências de forma mais rápida. Nestes casos, quando você não tem o livro em mãos para fazer a referência, só fique atento se a edição que você está visualizando no site da livraria é a mesma que você usou em seu trabalho!

A imagem acima é o print das características do livro “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde, disponível na Livraria Cultura.

Como abreviar nomes de autores e como descobrir qual é o sobrenome deles

As vezes nos deparamos com um artigo acadêmico composto por dois ou mais autores. Geralmente, não é difícil encontrar a referência pronta para você copiar e colar; os próprios periódicos informam essa referência no rodapé do artigo. Contudo, caso você não tenha encontrado e não saiba como referenciar aquele autor, fica uma dica: Currículo Lattes!

O Currículo Lattes é uma plataforma da CNPq no qual a grande maioria dos pesquisadores de instituições de ensino públicas (e também privadas) cadastram seus currículos, experiências e produções acadêmicas.

Em seu currículo, na área “Identificação” (veja a imagem abaixo) o pesquisador tem a possibilidade de informar como ele deve ser citado em obras acadêmicas:

Verificar essa informação é importante porque alguns autores têm “Sobrenomes compostos” ou fazem questão de serem citados de tal ou qual maneira.